Discursivas de Contabilidade com Espelhos

R$ 49,90
ou 3 x R$ 16,63
. Comprar  
116 Questões de provas discursivas de CIÊNCIAS CONTÁBEIS acompanhadas do espelho de resposta oficial da banca examinadora.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO DE NOVAS QUESTÕES: ABRIL DE 2020
 
E-Book em PDF – É permitida a impressão.

Excelente material para consultar o histórico de provas discursivas anteriores da área, analisar os assuntos mais cobrados, nível de dificuldade das questões, formato das questões, padrões das bancas examinadoras, etc...
 
GRÁTIS - Atualizações de questões novas por 01 ano da data da compra.
 
O envio é feito por e-mail - 01 dia útIL (cartão de crédito) ou até 03 dias úteis (boleto bancário).
 
Meios de Pagamento: PAGSEGURO ou PAYPAL – cartão de crédito, cartão de débito ou boleto bancário.
 
Dúvidas – questoesdiscursivas@gmail.com

Exemplos:

Analista da Defensoria - DPE-AM - Ano: 2018 - Banca: FCC - Disciplina:  Ciências Contábeis - Assunto: Ciências Contábeis - ESTUDO DE CASO - Em 02/09/2016, o ordenador de despesa de uma determinada entidade pública estadual emitiu dois empenhos. O primeiro, no valor de R$ 9.000,00, referente à aquisição de materiais a serem consumidos para a prestação de serviços pela entidade, para fins comerciais, a preços que correspondem ao valor justo. O segundo, no valor de R$ 2.000,00, referente à aquisição de materiais para distribuição gratuita. Em 23/09/2016, os materiais referentes a ambos os empenhos foram entregues pelos fornecedores e estavam disponíveis para uso ou distribuição pela entidade. No entanto, a liquidação das duas despesas, pelos valores dos empenhos emitidos em 02/09/2016, somente ocorreu em 26/09/2016. No dia 30/09/2016, as despesas foram pagas pelos valores empenhados. Em 09/12/2016, constatou-se que os materiais adquiridos para serem consumidos na prestação de serviços da entidade ainda não haviam sido utilizados e, nesta mesma data, verificou-se que parte dos materiais estavam danificados e, consequentemente, um ajuste de perdas de estoques no valor de R$ 1.500,00 foi reconhecido em tal data. Em 23/12/2016, um evento foi promovido pela entidade pública e, durante o evento, 50% dos materiais adquiridos para distribuição gratuita foram entregues aos beneficiários. Em 31/12/2016, constatou-se que para adquirir a mesma quantidade de materiais para distribuição gratuita presente no estoque em tal data, 31/12/2016, a entidade incorreria em um custo total de R$ 1.300,00. Com base nessas informações e sabendo que não havia estoques iniciais, PEDE-SE: a. De acordo com as determinações da NBC TSP 04 − Estoques, como os estoques de materiais de consumo e de distribuição gratuita da entidade pública estadual devem ser mensurados? b. As transações ocorridas no mês de setembro de 2016 impactaram o ativo permanente da entidade pública estadual? Caso positivo, em qual data e por qual valor? c. As transações ocorridas durante o exercício financeiro de 2016 reduziram o resultado de execução orçamentária da entidade pública estadual, conforme Lei no 4.320/1964? Caso positivo, em qual data e por qual valor? d. As transações ocorridas durante o exercício financeiro de 2016 reduziram o resultado patrimonial da entidade pública estadual? Caso positivo, em qual data e por qual valor? e. Qual o valor dos estoques evidenciado no Balanço Patrimonial da entidade pública estadual referente a 31/12/2016?
 
- Resposta: A. De acordo com a NBC TSP 04 – Estoques, os materiais adquiridos para serem consumidos para a prestação de serviços devem ser mensurados pelo valor de custo ou pelo valor realizável liquido, dos dois o menor (10,00). Já os materiais adquiridos para distribuição gratuita devem ser mensurados pelo menor valor entre o custo e o custo corrente de reposição (10,00). B. Sim, os materiais adquiridos por meio dos dois empenhos emitidos em 02-09-2016 impactaram o ativo permanente (5,00). O impacto ocorreu em 23-09-2016 (5,00) pelo valor de R$ 11.000,00 (10,00). C- Sim, em 02/09/2016 (10,00) pelo valor de total de R$ 11.000,00 (5,00). D- Sim, as variações patrimoniais diminutivas ocorreram em 09-12-2016 (5,00) pelo valor de R$ 1.500,00 (5,00) e em 23-12-2016 (5,00) pelo valor de R$ 1.000,00 (5,00). E- O valor é R$ 8.500,00.


Perito Criminal - PCPE - Polícia Científica - Ano: 2016 - Banca: CESPE - Disciplina: Contabilidade - Assunto: Contabilidade - ESTUDO DE CASO - A legislação de determinado município brasileiro estabelece que o fato gerador de determinado imposto ocorrerá no dia 1.º/1/2017 e que esse imposto poderá ser pago em parcela única, em 10/2/2017, com 10% de desconto, ou em três parcelas, com vencimentos em 10/2/2017, 10/3/2017 e 10/4/2017, com 5% de desconto. Considerando a situação hipotética apresentada, elabore um texto a respeito da atuação do setor de contabilidade do município no que se refere ao registro contábil dos valores a título de impostos. Em seu texto, atenda ao que se pede a seguir. 1- Discorra, com base na norma e na teoria aplicáveis ao caso, sobre a necessidade de registro contábil do imposto para atender tanto o regime orçamentário quanto o contábil. [valor: 7,00 pontos] 2- Considerando o relacionamento do regime orçamentário com o regime contábil, aponte o(s) lançamento(s) que deve(m) ser efetuado(s) no mês de janeiro de 2017 a respeito do referido imposto. [valor: 6,00 pontos] 3- Considerando o relacionamento do regime orçamentário com o regime contábil, explicite o(s) lançamento(s) que deve(m) ser efetuado(s) no mês de fevereiro de 2017 caso o pagamento seja realizado em parcela única. [valor: 6,00 pontos] (30 LINHAS)
 
- Resposta:  Em linhas gerais, o candidato deve informar o que se segue: A contabilidade aplicada ao setor público mantém processo de registro apto a sustentar o dispositivo legal do regime da receita orçamentária, de forma que atenda a todas as demandas de informações da execução orçamentária, conforme dispõe o art. 35 da Lei n.º 4.320/1964. No entanto, há de se destacar que o art. 35 se refere ao regime orçamentário e não ao regime contábil (patrimonial), e a citada lei, ao abordar o tema “Da Contabilidade”, determina que as variações patrimoniais sejam evidenciadas, independentemente de serem elas independentes ou resultantes da execução orçamentária (arts. 85, 89, 100 e 104). Além do registro dos fatos ligados à execução orçamentária, deve-se proceder à evidenciação dos fatos ligados à administração financeira e patrimonial, de maneira que os fatos modificativos sejam levados à conta de resultado e que as informações contábeis permitam o conhecimento da composição patrimonial e dos resultados econômicos e financeiros de determinado exercício, em atendimento ao princípio da competência. Acerca do registro contábil, apenas um lançamento deve ser efetuado no mês de janeiro de 2017: registro contábil do direito a receber em contrapartida a uma conta de variação patrimonial aumentativa, o que representa o registro da variação patrimonial aumentativa por competência. No mês de fevereiro de 2017, caso o pagamento seja realizado em parcela única, deverão ser efetuados três lançamentos: (i) registrar o ingresso do dinheiro em contrapartida à baixa do ativo (direito) registrado; (ii) registrar a realização da receita orçamentária pelo ingresso do recurso, em atendimento ao art. 35 da Lei n.º 4.320/1964: receita a realizar em contrapartida a uma conta de receita realizada; (iii) registrar o respectivo controle da disponibilidade, pelo ingresso do recurso: controle de disponibilidade de recursos em contrapartida a uma conta de disponibilidade por destinação de recursos (DDR).


Tribunais de Contas - Concurso: TCE-RS - Ano: 2014 - Banca: FCC - Disciplina: Ciências Contábeis - Assunto: Ciências Contábeis - A Cia. de Metais Pesados apresentava, em seu Balanço Patrimonial de 01/01/2012, as seguintes informações sobre um alto-forno em utilização na sua atividade de produção: − Custo incorrido na aquisição: R$ 4.000.000,00. − Depreciação Acumulada: R$ 800.000,00. A vida útil econômica estimada para o alto-forno, na data da aquisição, foi 9 anos e o valor residual esperado no final desta vida útil era R$ 400.000,00. E m 01/01/2013 , a Cia. de Metais Pesados realizou o teste de recuperabilidade do alto-forno e obteve as seguintes informações: − Valor em uso do ativo: R$ 2.500.000,00. − Valor justo menos os custos de venda: R$ 2.100.000,00. Nesta mesma data (01/01/2013), a Cia. de Metais Pesados reestimou a vida útil econômica remanescente do alto-forno para 5 anos e identificou um novo valor residual de R$ 200.000,00. Com base nesses dados, pede-se: a. Determine o valor da despesa de depreciação do alto-forno em 2012, sabendo-se que a Cia. de Metais Pesados utiliza o método das cotas constantes para calcular a depreciação. Evidencie os cálculos necessários e contabilize a despesa de depreciação, indicando a natureza das contas (ativo/passivo/resultado). b. Em relação ao teste de recuperabilidade (impairment) do alto-forno realizado em 01/01/2013: b.1 Defina o que é valor recuperável e identifique qual é este valor para o caso do alto-forno em 01/01/2013. b.2 Demonstre se é necessário ou não reconhecer alguma perda. Caso a resposta seja sim, evidencie todos os cálculos e informações necessários à sua conclusão e contabilize, indicando a natureza das contas(ativo/passivo/resultado). c . Defina o que é valor contábil e evidencie o referido valor do alto-forno em 01/01/2013. d . Determine o valor da despesa de depreciação do alto-forno em 2013.
 
 - Resposta: A. Custo incorrido: 4.000.000,00 (-) valor residual (400.000,00) (=) valor depreciável: 3.600.000,00. Vida útil econômica: 9 anos. Valor da despesa de depreciação de 2012: 3.600.000,00/9 = 400.000,00/ano. CONTABILIZAÇÃO: d- despesa de depreciação (resultado) c- depreciação acumulada (ativo): 400.000,00. B. b.1. Valor recuperável é o maior valor entre o valor justo menos os custos de venda de um ativo e o seu valor em uso. B.2. Análise do teste de recuperabilidade do ativo: Valor recuperável = 2.500.000,00. Valor contábil= 2.800.000,00. Como o valor contábil é maior que o valor recuperável, deve-se ajustar o valor contábil ao valor recuperável, reconhecendo-se uma perda no valor total de R$ 300.000,00. Contabilização: Débito- perda por impairment (resultado) – Crédito – perda por impairment acumulada (ativo) – 300.000,00. C- Valor contábil é o valor pelo qual o ativo está reconhecido no balanço após a dedução da depreciação e da perda por redução ao valor recuperável acumuladas. Valor contábil = 2.500.000,00. Valor contábil do alto-forno em 01/01/2013 = 2.500.000,00 (-) Valor residual (200.000,00) (=) Valor depreciável 2.300.000,00. Vida útil econômica remanescente: 5 anos. Despesa de depreciação para 2013: 2.300.000,00/5 = 460.000,00.

Contador - Concurso: TCE-PA - Ano: 2013 - Banca: AOCP - Disciplina: Contabilidade - Assunto: Contabilidade - Descreva o conceito, o objeto e a finalidade da Contabilidade Aplicado ao Setor Público e aponte quais as razões da elaboração de um Plano de Contas Aplicado ao Setor Público com abrangência Nacional.
 
- Resposta: A contabilidade Aplicada ao Setor público é um ramo da ciência contábil que aplica os Princípios de Contabilidade e as normas contábeis direcionadas ao controle das entidades do setor público. Objeto da contabilidade é o patrimônio. Finalidade: fornecer aos usuários informações sobre os resultados alcançados e os aspectos de natureza orçamentária, econômica, financeira e física do patrimônio da entidade do setor público apoiando a tomada de decisões e à adequada prestação de contas e ao suporte para instrumentalização do controle social.  As razões para elaboração do PCASP - Plano de Contas Aplicado ao Setor Público são: necessidade de melhor evidenciação dos fenômenos patrimoniais e a busca do tratamento contábil padronizado no setor público; atender todos os Entes da Federação e demais usuários da informação contábil; permiti a geração de uma base de dados consistente para compilação de estatísticas e finanças públicas.

Analista - Concurso: FUB - Ano: 2013 - Banca: CESPE - Disciplina: Contabilidade - Assunto: Contabilidade - As informações dos fluxos de caixa de uma entidade são úteis para proporcionar aos usuários das demonstrações contábeis uma base para avaliar a entidade quanto à sua capacidade de gerar caixa e equivalentes de caixa e às suas necessidades de liquidez. As decisões econômicas que são tomadas pelos usuários exigem avaliação da capacidade da entidade para gerar caixa e  equivalentes de caixa, bem como da época e do grau de segurança de geração de tais recursos.Pronunciamento Técnico CPC 03 – Demonstração dos Fluxos de Caixa. Considerando que o fragmento de texto acima tem caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo acerca da demonstração dos fluxos de caixa. Ao elaborar seu texto, necessariamente, responda ao questionamento seguinte (tópico 1) e faça o que se pede nos tópicos 2 e 3. 1 Qual é a finalidade e quais são as aplicações e os benefícios da demonstração dos fluxos de caixa. [valor: 5,00 pontos] 2 Conceitue fluxo de caixa das atividades operacionais e discorra sobre sua relevância. [valor: 6,00 pontos] 3 Esclareça quais são as formas e as metodologias de evidenciação dos fluxos de caixa das atividades operacionais. [valor: 8,00 pontos]
 
- Resposta: Tópico 1 A demonstração dos fluxos de caixa, quando usada em conjunto com as demais demonstrações contábeis, proporciona informações que habilitam os usuários a avaliar as mudanças nos ativos líquidos de uma entidade, sua estrutura financeira (inclusive sua liquidez e solvência) e sua capacidade para alterar os valores e prazos dos fluxos de caixa, a fim de adaptá-los às mudanças nas circunstâncias e oportunidades. As informações sobre os fluxos de caixa são úteis para avaliar a capacidade da entidade de gerar recursos dessa natureza e possibilitam aos usuários desenvolver modelos para avaliar e comparar o valor presente de futuros fluxos de caixa de diferentes entidades. A demonstração dos fluxos de caixa também melhora a comparabilidade dos relatórios de desempenho operacional para diferentes entidades porque reduz os efeitos decorrentes do uso de diferentes tratamentos contábeis para as mesmas transações e eventos. Tópico 2 O montante dos fluxos de caixa decorrentes das atividades operacionais é um indicador chave da extensão na qual as operações da entidade têm gerado suficientes fluxos de caixa para amortizar empréstimos, manter a capacidade operacional da entidade, pagar dividendos e juros sobre o capital próprio e fazer novos investimentos sem recorrer a fontes externas de financiamento. As informações sobre os componentes específicos dos fluxos de caixa operacionais históricos são úteis, em conjunto com outras informações, na projeção de futuros fluxos de caixa operacionais. Tópico 3 -A entidade deve divulgar os fluxos de caixa das atividades operacionais, usando: a) o método direto, segundo o qual as principais classes de recebimentos brutos e pagamentos brutos são divulgadas, ou b) o método indireto, segundo o qual o lucro líquido ou prejuízo é ajustado pelos efeitos: i) das transações que não envolvem caixa; ii) de quaisquer diferimentos ou outras apropriações por competência sobre recebimentos ou pagamentos operacionais passados ou futuros; e iii) de itens de receita ou despesa associados com fluxos de caixa das atividades de investimento ou de financiamento. De acordo com o método indireto, o fluxo de caixa líquido das atividades operacionais é determinado ajustando-se o lucro líquido ou prejuízo quanto aos efeitos de: a) mudanças ocorridas no período nos estoques e nas contas operacionais a receber e a pagar; b) itens que não afetam o caixa, tais como depreciação, provisões, impostos diferidos, variações cambiais não realizadas, resultado de equivalência patrimonial em investimentos e participação de minoritários, quando aplicável; e c) todos os outros itens cujos efeitos sobre o caixa sejam fluxos de caixa decorrentes das atividades de investimento ou de financiamento.  Alternativamente, o fluxo de caixa líquido das atividades operacionais pode ser apresentado conforme o método direto, mostrando-se as receitas e as despesas divulgadas na demonstração do resultado e as mudanças ocorridas no período nos estoques e nas contas operacionais a receber e a pagar. Caso use o método direto para apurar o fluxo líquido das atividades operacionais, a entidade deverá, obrigatoriamente, apresentar a conciliação entre o lucro líquido e o fluxo de caixa líquido das atividades operacionais.
Veja também