Discursivas de Medicina Legal

R$ 29,90
R$ 21,90
ou 3 x R$ 7,30
. Comprar  
E-book com mais de 20 questões de provas discursivas de Medicina Legal.
 
Contém questões discursivas dos seguintes concursos: Delegado de Polícia, Perito e Policial
 
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO DE NOVAS QUESTÕES: OUTUBRO DE 2019
 
E-Book em PDF – É permitida a impressão.
 
GRÁTIS - Atualizações de questões novas por 01 ano da data da compra.
 
O envio é feito por e-mail - 02 dias úteis (cartão de crédito ou débito) ou 03 dias úteis (boleto bancário).
 
Meios de Pagamento: PAGSEGURO ou PAYPAL – cartão de crédito, cartão de débito ou boleto bancário.
 
ATENÇÃO ! – As questões discursivas de MEDICINA LEGAL não acompanham respostas extraoficiais. Caso tenha provas ou espelhos que não constam em nosso banco de dados, entre em contato que compramos e trocamos.
 
Dúvidas – questoesdiscursivas@gmail.com
 
Exemplos de questões discursivas:

Perito - Polícia Federal - Perito Criminal - Ano: 2018 - Banca: CESPE - Medicina Legal - Medicina Legal - Um cadáver encontrado sob uma árvore, às margens de uma rodovia federal, foi encaminhado ao IML logo após a perícia perinecroscópica. Ao exame cadavérico médico-legal, constatou-se, na inspeção externa inicial, um cadáver humano adulto com livores cadavéricos violáceos não móveis em regiões dorsais do corpo, exceto zonas de pressão, ausência de rigidez cadavérica e uma pequena região abdominal com coloração esverdeada. Ao exame radiográfico, observou-se a presença de dois projéteis de arma de fogo: um alojado no crânio e o outro em região inguinal, e também trinta e dois balins na cavidade torácica. A inspeção externa minuciosa do cadáver à procura de lesões recentes revelou: C um orifício de entrada de projétil de arma de fogo na região frontal com tatuagem e esfumaçamento circunjacentes e excêntricos ao orifício; C uma lesão na região mamária com contorno bocelado de cerca de 40 mm de diâmetro e diversas outras lesões com cerca de 5 mm de diâmetro cada, circunjacentes àquela, delimitando uma área de 20 cm de diâmetro, concêntrica ao orifício principal, sem tatuagem ou esfumaçamento. O exame da cavidade craniana do cadáver revelou traumatismo cranioencefálico com diversos hematomas e a presença de um projétil de arma de fogo semiencamisado; o exame da cavidade torácica revelou hemotórax bilateral, diversas lesões pulmonares e cardíacas com presença de diversos balins; e o exame da região inguinal revelou projétil de arma de fogo nu envolto em tecido fibroso. Considerando a situação hipotética apresentada, redija um texto dissertativo acerca da causa mortis do cadáver encontrado. Em seu texto, faça o que se pede a seguir. 1 Comente sobre a estimativa da cronotanatognose. [valor: 3,70 pontos] 2 Informe quais são as variáveis que interferem nessa estimativa, identificando no mínimo quatro delas na situação apresentada. [valor: 1,00 ponto] 3 Analise as distâncias dos disparos, incluindo eventuais ensaios balísticos, inclinações dos disparos em relação à pele e tipo(s) de munição utilizada. [valor: 4,70 pontos] 4 Analise as posições do corpo no momento dos disparos e da morte. [valor: 2,00 pontos] 5 Descreva a causa mortis. [valor: 1,00 ponto]  
 
- Resposta: 1 Cronotanatognose (3 análises e 1 consolidação)  A presença de livores de hipostase não móveis indica que o óbito ocorreu, provavelmente, há mais de (cerca de) 12 horas.  A ausência de rigidez cadavérica indica que o óbito ocorreu há menos de (cerca de) 1 ou 2 horas ou há mais de (cerca de) 24 horas.  A presença da mancha verde abdominal de pequena extensão indica que o óbito ocorreu em tempo próximo a (cerca de) 24 horas.  Dessa forma, é provável que o óbito tenha ocorrido há (cerca de) 24 horas. 2 Variáveis que interferem nessa estimativa (no mínimo 4)  Essa estimativa é (muito) imprecisa pelo desconhecimento de fatores ambientais (variáveis) como temperatura, insolação, umidade relativa do ar, ventilação, contato do corpo com o solo, vestes, temperatura inicial do corpo, entre outros. 3 Distâncias, incluindo eventuais ensaios balísticos, inclinações dos disparos em relação à pele e tipos de munição utilizada  A presença de esfumaçamento e tatuagem circunjacente à lesão de entrada na região frontal indica que o disparo ocorreu a curta distância, sinônimo de à queima-roupa.  O disparo na região mamária, pela ausência de tatuagem ou esfumaçamento, não deve ser considerado a curta-distância, sinônimo de à queima-roupa, pela ausência de tatuagem, esfumaçamento ou queimadura, entretanto, a presença de um aglomerado central e outras lesões periféricas indica que a distância do disparo não é grande, pois não ocorreu o espalhamento total dos balins.  Nos dois casos, podemos precisar melhor as distâncias dos disparos com a realização de um ensaio com a mesma arma utilizada e munições semelhantes, com disparos em diferentes distâncias, para tentar reproduzir o grau de espalhamento dos elementos secundários dos disparos, pólvora, e dos balins.  O disparo na fronte, em decorrência da excentricidade da orla de escoriação ocorreu inclinado à superfície do corpo, ao passo que o disparo na região mamária, pela concentricidade da área atingida pelos balins indica um disparo ortogonal (não inclinado, perpendicular).  O projétil que atingiu a fronte foi único, e o que atingiu o tórax foi múltiplo. 4 Posições do corpo no momento dos disparos e da morte  A posição do corpo no momento dos disparos não pode ser determinada pelos elementos disponíveis.  Dessa mesma forma, a posição do corpo no momento da morte não pode ser determinada. (O fato de os livores situarem-se na região dorsal do corpo indica tão somente que este permaneceu nessa posição durante a formação e fixação dos livores.) 5 Causa mortis  O projétil encontrado na região inguinal estava envolto em tecido fibroso e, portanto, era antigo, sem participação alguma no óbito.  As lesões torácicas e cranianas foram acompanhadas de reação vital, como hematomas intracranianos e hemotórax, e, portanto, ocorreram com a pessoa viva. Haja vista que ambas as lesões possuem potencialidade letal, a causa mortis deverá ser traumatismo craniotorácico. Quesito 2.1 0 – Não apresentou nenhum dos elementos constantes do padrão de resposta. 1 – Apresentou pelo menos um dos elementos constantes do padrão de resposta. 2 – Apresentou pelo menos dois dos elementos constantes do padrão de resposta. 3 – Apresentou pelo menos três dos elementos constantes do padrão de resposta. 4 – Apresentou os quatro elementos constantes do padrão de resposta. Quesito 2.2 0 – Não apresentou nenhuma variável. 1 – Apresentou até três variáveis. 2 – Apresentou no mínimo quatro variáveis. Quesito 2.3 0 – Não apresentou nenhum dos elementos constantes do padrão de resposta. 1 – Apresentou pelo menos um dos elementos constantes do padrão de resposta. 2 – Apresentou pelo menos dois dos elementos constantes do padrão de resposta. 3 – Apresentou pelo menos três dos elementos constantes do padrão de resposta. 4 – Apresentou pelo menos quatro dos elementos constantes do padrão de resposta. 5 – Apresentou os cinco elementos constantes do padrão de resposta. Quesito 2.4 0 – Não apresentou nenhum dos elementos constantes do padrão de resposta. 1 – Apresentou pelo menos um dos elementos constantes do padrão de resposta. 2 – Apresentou pelo menos dois dos elementos constantes do padrão de resposta. Quesito 2.5 0 – Não apresentou informações a respeito do tópico apresentado. 1 – Falou do projétil encontrado na região inguinal. 2 – Apresentou a causa mortis conforme padrão de resposta.
 
Delegado de Polícia - Concurso: PCRJ - Ano: 2009 - Banca: CEPERJ - Disciplina: Medicina Legal - Assunto: Medicina Legal - O afogamento é uma forma de asfixia em que ocorre penetração de grande quantidade de liquido nos pulmões. Em relação às suas formas: a) Discuta a gênese do afogamento branco comparado com o real. b) Esclareça se é possível confirmar o diagnostico de afogamento verdadeiro nos casos de corpos putrefeitos retirados da água. Justifique sua resposta.  
Veja também